clique aqui!
by Banner-Link

Letras: com todas as LETRAS
Make your own free website on Tripod.com

RAUL POMPÉIA

(1863-1895) Filho de alta Burguesia, é matriculado no Colégio do Abílio que , ao lado do Imperial Colégio D.Pedro II, era o destino inevitável das crianças bem-nascidas. Desse tempo em que estudou, sob regime de internato, no Colégio do Abílio, Raul Pompéia guardou fundas recordações , que serão o fermento de sua obra-prima, O Ateneu. Temperamento " hipersensível" com traços homossexuais, foi um homem retraido, conflituoso , reprimido por uma formação castrante e autoritária. Bacharelou-se pela Faculdade de Direito de Recife; iniciara, porém seu curso em São Paulo, onde militou nos movimentos abolicionistas e republicanos. Ocupou vários cargos públicos: diretor do Diário Oficial, professor de Mitologia da Escola Nacional de Belas Artes, diretor da Biblioteca Nacional, posto de que foi exonerado por Prudente de Morais devido à oração fúnebre que pronunciou junto ao túmulo de Floriano Peixoto, exaltando este em detrimento daquele (1895) .
 Iniciou-se nas letras muito cedo, com Uma Tragédia no Amazonas (1880), novela que, apesar de imatura,já refletia um temperamento angustiado em busca de uma tradução estilistica impressionista. Essa mesma inquietude, traço fundamental da sua constituição, levou-o ao suicidio, aos trinta e dois anos de idade, na noite de Natal, de 1895.
Microscópicos (contos)
As Jóias da coroa (romance)
O Ateneu (romance)
Agonia (romance inacabado e inédito )
Canções sem Metro  ( poemas em prosa, próximos do Parnasianismo

Página Inicial

 

Próxima